Portal Vital

911 Matérias - 433 Likes - 2718 Comentários RSS

Especialistas na área da educação vêm alertando sobre o a diminuição do tempo das crianças para brincar ao ar livre e sobre a falta de brincadeiras que permitam às crianças explorar diferentes materiais, espaços e recursos – e se sujar. Para esses especialistas, sem brincar livremente as crianças correm o risco de não desenvolver habilidades importantes para a vida adulta.

Para entender melhor essa questão, OMO realizou um estudo em dez países, com mais de 12 mil pais de crianças entre 5 e 12 anos para descobrir o que eles acham da brincadeira ao ar livre e para entender melhor como é a rotina dos seus filhos.

 

 

A descoberta

A maioria das crianças não sai para brincar ao ar livre. Segundo a pesquisa, nos dez países participantes, 56% das crianças ficam uma hora ou menos brincando ao ar livre – elas passam 50% a mais do seu tempo brincando em frente às telas dos eletrônicos do que fora de casa. 93% deles acreditam que brincar menos ao ar livre afeta o aprendizado dos filhos.

É por isso que OMO lançou o movimento #LivreParaDescobrir, para que os pais juntem-se à iniciativa, pois eles sabem melhor do que ninguém o que é melhor para os seus filhos. Una-se à iniciativa #livreparadescobrir acessando esse site e deixe seus filhos mais tempo ao ar livre.

Abaixo, listamos algumas brincadeiras para colocar já em prática essa ação:

 

Virando palhacinho

As crianças verão o resultado de suas habilidades manuais no rosto do colega. Divida-as em pares e dê a elas algumas maquiagens e cada uma pintará o rosto do seu par, assim todos estarão prontos para brincar de palhaço! Você pode pedir que as crianças imitem as expressões dos palhaços, fazendo cara feliz ou triste.

 

Equilibrista

Faça uma linha no chão com fita crepe, dê a cada criança um objeto para que equilibrem sobre a cabeça. Elas terão que andar com um pé na frente do outro sem deixar cair o objeto. Esta também é uma atividade que ajuda no desenvolvimento motor e fortalece o senso de equilíbrio.

 

Um vulcão de vinagre

De tantas atividades educativas para escolher, um vulcão pode ser uma das mais baguncentas, mas você não vai se arrepender quando vir nos olhinhos do seu filho o espanto e a admiração de ver um fenômeno natural acontecer na sua frente. Para evitar a bagunça, o ideal é fazer essa experiência ao ar livre. Coloque bicarbonato de sódio (e não fermento) dentro do pote, em seguida verta vinagre sobre o bicarbonato. As substâncias começarão a reagir imediatamente e a crescer na forma de espuma. Como funciona? O bicarbonato de sódio é uma base e o vinagre é um ácido. Quando juntos, eles reagem formando ácido carbônico que rapidamente se transforma em água e dióxido de carbono. Para que o vulcão fique mais realista, você pode usar uma garrafa pet para que a “lava” suba e escorra ao redor da garrafa, da mesma maneira que um vulcão faz. Você ainda pode usar argila para construir a montanha do vulcão ao redor da garrafa e usar um corante vermelho para que a mistura realmente pareça com lava!

 

Tintas orgânicas

É uma brincadeira bem fácil e pode ser feita com frutas ou vegetais. Você escolhe uma fruta e a utiliza para fabricar uma tinta. O melhor de tudo é que é uma brincadeira segura e não oferece riscos à saúde do seu filho nem se ele acabar ingerindo a tinta orgânica.

Escolha a fruta colorida que mais chama a atenção das crianças e comece a fazer a tinta orgânica (veja no vídeo como fazer). Depois, é só se divertir com as tintas para pintar!

 

Minimundos

Construção de minimundos com materiais que a criança encontra em casa, na rua, na escola. Os minimundos podem ser de terra ou de água e são feitos pelas próprias crianças, que escolhem e dispõem os objetos como bem entenderem, sempre com o apoio da mãe. A ideia é soltar a imaginação para criar cenários divertidos para as brincadeiras, usando uma caixa de areia e miniaturas. De fazendinhas a pistas de rally, vale tudo na hora de brincar.

 

Confira neste link mais sugestões de brincadeiras. Caso as crianças se sujem, não se preocupe, OMO está aqui para ajudar! Confira o guia da Turma das Manchas para sujeiras específicas e saiba como tirar o melhor proveito de seu sabão.

1 comentário nessa matéria

  • ANA PAULA RAMOS ROTA

    ANA PAULA RAMOS ROTA

    Maravilhoso OMO!

    Responder - 06 de maio às 21:00