Portal Vital

509 Matérias - 346 Likes - 2043 Comentários RSS

A proteína é um dos alimentos essenciais para a nossa dieta no dia a dia. E uma ótima fonte desses nutrientes é a carne e os derivados de animais, já que eles são fontes de aminoácidos essenciais – ingredientes contidos nos músculos de bovinos, aves e peixes. Mas muitas vezes nos perguntamos: qual a melhor carne que devemos ingerir para satisfazer as necessidades do nosso corpo?

 

Segundo Mônica Elias Jorge, professora da Faculdade de Nutrição da Universidade de São Paulo (USP), não dá para falar em diferenças importantes no que diz respeito somente à questão proteica. Elas aparecem em outros aspectos, como quantidade e qualidade de gordura e outros nutrientes importantes, como ferro, vitaminas e sais minerais, necessários ao bom funcionamento do organismo. Além disso, é imprescindível saber a procedência desses alimentos.

 

Vantagens e qualidades

 

A carne bovina, por exemplo, é rica em ferro e em algumas vitaminas do complexo B. Por outro lado, é também considerada a mais rica em gordura dentre as três. "Especialmente a saturada, associada a um aumento do colesterol ruim (o LDL)", afirma a nutricionista. No entanto, ela conta que retirar aquela gordura aparente de cortes "gordos", como a picanha, o contrafilé e a costela, ou optar por cortes mais magros do boi, como coxão mole e patinho, resolve boa parte do problema.

 

E ela vai além. "Um frango com pele provavelmente vai ter mais gordura do que um corte magro de carne", ressalta. Agora, sem pele, ele realmente é mais magro que as carnes vermelhas e alguns peixes mais gordurosos.

 

Se o boi e o frango se igualam em certos aspectos, o peixe leva certa vantagem. Andrea Bottoni, diretor da equipe de nutrologia Funzionali, em São Paulo, lembra que alguns tipos de pescado, como o salmão, a sardinha, a cavala e o bacalhau são ricos em ômega 3, um tipo de ácido graxo que tem papel importante na diminuição do LDL e, consequentemente, atua na prevenção de doenças do coração e do sistema circulatório.

 

O problema é que, em geral, o brasileiro come pouco peixe. "Pela composição diferenciada de sua gordura, é melhor comer peixe do que os outros tipos de carne", afirma o nutrólogo. "Pelo menos uma vez por semana, todos deveriam ingerir esse tipo de proteína", acrescenta a professora.

 

Consumo que faz toda a diferença

2 comentários nessa matéria

  • ISRAELITA RODRIGUES

    ISRAELITA RODRIGUES

    Consumo carne vermelha , mas dou prioridade a carne branca.

    Responder - 07 de fevereiro às 01:02
  • SIRLEI SANTOS MENDES

    SIRLEI SANTOS MENDES

    É sempre bom ter este tipo de informação. Obrigada Vital, por nos manter sempre bem informadas.

    Responder - 05 de junho às 12:32