Portal Vital

580 Matérias - 555 Likes - 3187 Comentários RSS

Para o bem da diversidade e da autoestima de milhões de mulheres brasileiras, nos últimos anos as donas de cabelos crespos e afros começaram a valorizar as características naturais dos fios e esbanjam beleza por onde vão. Com a ajuda de diversos produtos elaborados especialmente para elas, os cuidados ficaram mais práticos. Hoje, conquistar e manter os cabelos hidratados e bem cuidados fazendo em casa a maior parte dos tratamentos é tarefa pra lá de fácil.

 

Além das linhas especiais de lavagem e tratamento, a internet tem sido uma grande aliada nessa missão como ferramenta de divulgação de informações. Quando as duas facilidades estão juntas, mais vantagens ainda para as usuárias. Essa união aconteceu recentemente quando TRESemmé lançou Meu Crespo (www.meucrespo.com.br),  site especializado em cabelos crespos que reúne dicas sobre cuidados, tendências e penteados. O site conta com tutoriais do especialista Wilson Eliodorio, embaixador da marca TRESemmé, e a participação especial, com espaços exclusivos, das blogueiras Rayza Nicácio, Jujuba Doce e Dani Azevedo – embaixadoras da linha TRESemmé Selagem Capilar, idealizada especialmente para cabelos crespos originais e com química.  

 

E os conteúdos do canal não param por aí.  Na seção Meu Cabelo, Minha História, as usuárias compartilham as suas experiências nos cuidados com os crespos e contam como aprenderam a valorizar o visual e elevar a autoestima.

 

Independentemente de cultivar a beleza dos crespos ou optar pelo alisamento, os cuidados são essenciais. Para quem sempre alisou e quer voltar ao estilo natural, o caminho é deixar o cabelo crescer e, gradualmente, ir cortando as pontas até que não haja mais fios alisados. “Infelizmente, não existe um tratamento que traga os cachos de volta. Na transição, é preciso ter paciência para esperar os cabelos crescerem”, destaca Wilson Eliodorio. Além de valer a pena, a dona dos crespos pode contar com uma série de dicas e tratamentos. Aqui vão alguns dos principais:

 

Comida saudável, antes de qualquer coisa – Uma dieta equilibrada com proteínas, vegetais frescos e água mantém a vitalidade dos fios.  

 

Hidratar é essencial – Máscaras de hidratação para cabelos crespos devem fazer parte do arsenal de produtos em casa para usar com frequência.  Mas cuidado com aplicações em excesso, que podem deixar os cabelos pesados e saturados.

 

Dá-lhe vitamina! – É importante que a máscara contenha vitaminas (A, B5 ou ômega 3) na formulação. Elas ajudam a fortalecer os fios, que ficam mais resistentes à quebra e menos porosos.

 

Pode colorir – Tinturas e tonalizantes de boa qualidade não ressecam os cabelos crespos e alguns podem inclusive ajudar na hidratação.  

 

Cuidados na lavagem – O ideal é lavar os cabelos com água morna e evitar a água quente, que danifica os fios. Massageie o couro cabeludo durante a lavagem, a fim de estimular a oleosidade natural. É importante usar xampu sem sal e condicionador especídicos para crepos. Ainda molhados, use o pente de dentes largos para desembaraçar e aplique leave-in. Para a finalização, depois de secos, vale usar gel hidratante e spray para brilho. Se for preciso controlar o frizz, os especialistas recomendam pomadas, ceras ou silicone.

2 comentários nessa matéria

  • GORETE AVELAR

    GORETE AVELAR

    Boa matéria! Sempre "briguei" com meu cabelo já que sou de uma geração que valorizava por demais o liso. Quem tinha "cabelo bom" era quem os tinha liso. Por isso sempre ia ao salão para por rolinhos e ficar uma hora no secador.. Depois veio a escova, mas, se o tempo mudasse um pouquinho lá ia tudo por água abaixo... Frustração na certa.! Pois bem, aos 38 anos fiquei viúva. Passei por um processo de adaptação e depois de 2 anos comecei a sentir que a sexualidade estava ali e não adiantava eu negar. Era necessário repaginar. Então adotei o estilo natural de meus fios. E de lá pra cá, nunca mais usei nada que tirasse a naturalidade deles a não ser tintura já que acho que cabelos aneladinhos ou crespos não ficam bonitos com o visual black. Os meus são aneladinhos e o que tenho tido dificuldade é conseguir um bom cabeleireiro que entenda desse nosso estilo para um bom corte. Mas, vou criando penteados, outra hora os uso naturalmente e me sinto feliz, em liberdade. Pode chover um temporal que não me importo mais.Nada melhor que valorizar aquilo que Deus nos presenteou. E olha que meus cabelos já me ajudaram na conquista. Estou hoje com 51 anos muito bem vividos. E uma das coisas que tenho certeza é que valorizar meus fios me trouxe mais leveza!

    Responder - 23 de julho às 16:48
  • ANA PAULA RAMOS ROTA

    ANA PAULA RAMOS ROTA

    Amei a novidade!! :)

    Responder - 20 de julho às 19:53