Portal Vital

769 Matérias - 433 Likes - 2480 Comentários RSS


 “Brincar é essencial para o amadurecimento físico e psicológico da criança. Por meio das brincadeiras, ela vivencia experiências que incentivam o desenvolvimento afetivo e cerebral, além de estimular a imaginação e contribuir para as noções de espaço e tempo”, explica a psicopedagoga Maria Irene Maluf, conselheira da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp).
 

Mas, atualmente, as crianças estão brincando menos. Envolvidas em atividades solitárias, como videogame e computador, ou sobrecarregadas com cursos de línguas, música e esportes, acabam deixando de lado as diversões comuns na infância, como amarelinha e pega-pega. “Brincar é uma maneira divertida de aprender. A criança que não brinca pode se tornar um adulto ansioso e pouco criativo”, alerta a psicopedagoga.
 


A capacidade de se adaptar a diferentes situações, fundamental na vida adulta, é uma das habilidades desenvolvidas por meio da diversão. “Enquanto brincam, os baixinhos aprendem a cooperar e a criar relações sociais que vão ajudá-las a se tornar adultos mais maduros e capazes de solucionar problemas”, conta Maria Irene. Com os jogos de tabuleiro, por exemplo, elas aprendem a lidar com perdas e ganhos. Já os blocos de montar mostram que, quando tudo cai, podemos tentar novamente. De outra perspectiva, quando ela se diverte com outras crianças, descobre como negociar e atuar em grupo para chegar a um objetivo comum. Já o faz de conta é um excelente exercício de imaginação, um treino para a vida real. “Enquanto cuidam das bonecas e preparam comidinhas, por exemplo, vivenciam experiências que estimulam a criatividade e ajudam no desenvolvimento cerebral e afetivo, além de despertar para as noções de socialização”, comenta Maria Irene. Aprender a andar de bicicleta é outra diversão importantíssima para o amadurecimento infantil. No início, o pequeno pode cair várias vezes, até perceber que consegue pedalar sem rodinhas. Com isso, ele aprende a correr riscos e a vencer obstáculos, o que fortalece sua autoestima. “Transformar sucatas, como garrafas PET e caixas de papelão, em bonecas e carrinhos desenvolve não apenas a imaginação mas também é uma ótima lição de economia e respeito pela natureza”, lembra a psicopedagoga.
 

E a brincadeira é importante, inclusive, para que a criança absorva melhor os ensinamentos em sala de aula. Quando o pequeno conta uma história, está construindo os fundamentos da literatura. “Jogar baralho, paciência, quebra-cabeça e sudoku aumenta a capacidade de raciocínio e concentração”, conta a psicopedagoga. Já as atividades com massinha, tinta, terra e areia estimulam a coordenação motora e a criatividade, além de despertar a percepção de diversas cores e texturas. Deixe que elas se sujem de barro e tinta à vontade. Afinal, a lambança faz parte da diversão! Depois, basta lavar as roupas com OMO. Com seu eficiente poder de limpeza, o sabão em pó remove diversos tipos de manchas, deixando o tecido limpo e perfumado.



 

 

Confira o nosso Especial com matérias, dicas e receitas para as crianças!

 

 

 

Confira receitas, dicas e reportagens no nosso Especial das Crianças!

1 comentário nessa matéria

  • ANA PAULA RAMOS ROTA

    ANA PAULA RAMOS ROTA

    E como é!! Tempinho gostoso que não volta mais!! Ser criança é tudo de bom!! :) Matéria linda..adorei

    Responder - 24 de agosto às 17:06